A Vivência de Cultura Urbana é uma atividade inovadora impactante na vida de quem participa voltada para escolas/colégios particulares do ensino fundamental II e médio. A experiência vivencial de “Cultura Urbana” acontece por meio do intercâmbio cultural-social, Ensaio Aberto, oficinas de Grafite, Break Dance (Dança de rua), MC (Mestre de Cerimônia) e DJ (Disk jockey).

Para A Banca a Cultura Urbana é a junção de diferentes linguagens culturais com origem urbana e suburbana, vivida e aperfeiçoada conforme o tempo por “artistas anônimos” distintos e originais

Mostra 2

As oficinas tem o tempo de duração de até duas horas nas dependências das escolas com até 30 jovens por turma. Para  as saídas culturais sociais utilizamos o tempo de um período do dia, ou seja, manhã ou tarde para visitação de lugares diferentes da realidades dos jovens, com a capacidade de até 50 pessoas por saída com café da manhã, almoço, espaço físico e anfitriões e locais incluso.

Veja a seguir um pequeno vídeo do Sr. Wagner Cafagni Borja atual na época (2013) diretor do ensino médio do colégio Lourenço Castanho falando quanto é importante a Vivência de Cultura Urbana para escolas particulares homogêneas socialmente.

Atualmente (2016) Wagner é Vice-Diretor na Escola Nossa Senhora das Graças e continua apoiando A Banca com a Vivência de Cultura Urbana.

Está a fim de promover a quebra de barreiras sociais no espaço em que você atua?Entre em contato conosco e no informe sua necessidade e faça conosco um orçamento exclusivo que atenderá suas necessidades e ainda impactará positivamente a vida das pessoas que convivem com você. E-mail: contato@abanca.org

O Projeto Evento Hip Hop Conectando Quebradas surgiu com a ideia de valorizar a cultura Hip Hop nacional e local, considerando suas várias matrizes e formas de expressão. Servindo como plataforma de ações de coletivos e grupos que são espelhos para juventude que está crescendo dentro de comunidades periféricas carente de cultura, educação e lazer, estando propícios ao uso e venda de droga e criminalidade. Fazendo o evento como um ato contra todas as formas de violência juvenil sendo elas cotidianas rotineiras e de repressão e violência do Estado.

O propósito do Projeto Evento Hip Hop Conectando Quebradas é colocar luz em atividades de superações positivas de jovens moradores de comunidade do Jardim Ângela. Alertando contra todas as formas de discriminação, preconceito e descaso do poder público local.

Pretende-se alcançar com a realização do evento o despertar para a juventude dizendo que existem tantas outras alternativas de se posicionar contra um sistema opressor e almejar seus direitos como cidadãos, assim contribuindo para a melhorar na qualidade de vida de moradores de comunidades periféricas e diminuir a intolerância e violência local.

O objetivo geral do projeto Hip Hop Conectando Quebradas é contribuir para a melhora na qualidade de vida de comunidades periféricas com ações culturais sociais direcionadas vislumbrando a multiplicação de conhecimentos, valorização do espaço público e o respeito a vida.

Resultados quantitativos do projeto Hip Hop Conectando Quebradas edição 2015.

7 mil pessoas impactadas diretamente com o evento.
120 mil pessoas impactadas indiretamente pelas redes sociais, articulação nas comunidades, nas organizações parceiras e famílias dos participantes no evento.
20 organizações de base parceiras que serviram de pontos de troca de ingressos por um kilo de alimento.
25 fornecedores contratados.
5 expositores
60 voluntários colaborando no evento.

300 empregos direto.